O livro a ciência de ficar rico é um livro clássico escrito pelo Wallace D. Wattles no século 19, que já foi usado por grandes nomes para gerar grandes riquezas como  Rhonda Byrne  e Bob Proctor.

Seus conceitos são tão poderosos e profundos que se aplicam em vários negócios e estilos de vida, qualquer pessoa pode enriquecer usando o método que é ensinado.

Ao aplicar os conceitos ensinados no livro você aprenderá a pensar e agir como uma pessoa que sabe cuidar e gerar ainda mais dinheiro a cada dia.

 livro classico a ciencia para ficar rico

 

 

Aqui uma lista breve dos capítulos abordados no “livro Ciência Para Ficar Rico” que ensina a ciência de gerar riquezas:

Capítulo 1 – O Direito de Ser Rico
Capítulo 2 – Existe uma Ciência Para Ficar Rico 
Capítulo 3 – A Oportunidade Pode Ser Monopolizada?
Capítulo 4 – O Primeiro Princípio da Ciência Para Ficar Rico 
Capítulo 5 – Progredindo na Vida
Capítulo 6 – Como a Riqueza Vem até Você
Capítulo 7 – A Gratidão
Capítulo 8 – Pensando de Uma Certa Maneira 
Capítulo 9 – Como Usar a Força de Vontade
Capítulo 10 – Favorecendo o Uso da Força de Vontade
Capítulo 11 – Agindo de Uma Certa Maneira
Capítulo 12 – A Ação Eficiente
Capítulo 13 – Entrando no Negócio Certo 
Capítulo 14 – A Impressão de Prosperidade 
Capítulo 15 – A Pessoa Próspera
Capítulo 16 – Algumas Advertências e Observações Conclusivas 
Capítulo 17 – Resumo da Ciência Para Ficar Rico

Acesse o livro abaixo e descubra o segredo da ciência para ficar rico.

 

Tem 2 capítulos dos quais eu gosto mais nesse livro, vou deixar parte deles aqui nesse artigo.

 

CAPÍTULO 14 – A SENSAÇÃO DE PROSPERIDADE

Mudando ou não de profissão, as decisões e ações tomadas hoje referem-se ao negócio em que nos encontramos agora.

Para atingirmos os nossos objetivos, temos que criar e construir no negócio ou profissão que nos encontramos neste momento presente – fazendo o trabalho diário de forma correta (aceitação e gratidão de tudo quanto temos).

Quando o negócio são as relações humanas – sejam diretas com o público, por correspondência, eletrônica ou telecomunicação – o pensamento predominante de todos os movimentos e ações é: transmitir e imprimir prosperidade.

Todo o homem e mulher procura Prosperidade.

É o impulso interior da inteligência amorfa, à procura de expressão.

O desejo de prosperar é inerente em toda a natureza.

É o impulso essencial do universo.

Todas as atividades humanas são baseadas no desejo de prosperidade.

As pessoas procuram mais alimento, mais roupa, melhor abrigo, mais luxo, mais beleza, mais conhecimento, mais prazer, mais crescimento em algo, mais vida.

Toda a coisa viva tem essa necessidade de progresso contínuo.

Quando a prosperidade na vida acaba, imediatamente a destruição e morte se instala (tudo que deixa de crescer começa a morrer).

O homem sabe disso intuitivamente, e naturalmente procura sempre mais.

Esta lei de prosperidade perpétua foi citada por Jesus na parábola dos talentos: “Dar-se-á aos que já têm e esses ficarão acumulados de bens; ao que nada tem, tirar-se-lhe-á até o que parece ter”.

O desejo natural para enriquecer não é condenável nem maléfico. É simplesmente a manifestação da vida. É vida!

Vida é o instinto mais profundo de todos os reinos da Natureza. PROSPERIDADE = VIDA.        

Sendo o instinto mais profundo e natural, todo o homem e mulher é atraído para aqueles que lhes podem oferecer mais modos de vida.

Ao fazermos o que nos é sugerido, envolvemo-nos num processo contínuo de desenvolvimento, irradiando um Magnetismo pessoal para o mundo que nos rodeia.

Somos um Centro de Energia Criativa.

A Prosperidade é irradiada para todos.

Estando seguro desta realidade transmito-a em cada contato, seja homem, mulher ou criança.

Não importa quão pequena é a transação, mesmo sendo vender um doce a uma criança, imprima nela o sentimento de prosperidade, mas certifique-se de que o cliente ficou tocado com o sentimento.

É vital transmitir a impressão de prosperidade em tudo o que tocamos, falamos e fazemos, de forma que essa prosperidade seja irradiada, e que todos sintam que somos prósperos. Assim fazemos progredir todos os que se cruzam conosco. Mesmo quando não existe qualquer intenção de negócio, em qualquer encontro casual ou social –  irradiar pensamento e sentimento de prosperidade.

Passamos essa sensação quando nos mantemos na fé inabalável, de que estamos no caminho da prosperidade, e permitimos que esta fé inspire, preencha e permeei cada ato.

Tudo é executado com a firme convicção de que sou uma pessoa próspera, e distribuo prosperidade para tudo.

EU SOU PROSPERIDADE!…

Cada passo é um passo seguro e próspero, cada gesto é um gesto de prosperidade, cada palavra é uma palavra de prosperidade, cada sorriso é um sorriso de prosperidade, cada movimento é em direção da prosperidade. EU SOU PROSPERIDADE!. EU VIVO!

Sinta a abundancia a vibrar em cada átomo do SER, e assim benefício todos os que me rodeiam.

É prejudicial ostentar, gabar ou falar de sucesso desnecessariamente; a verdadeira fé não é ostensiva.

Somos ostensivos quando no fundo do nosso ser existe dúvida e receio.

Alimentamos a fé e deixemos que ela trabalhe em cada transação.

Permitamos, em cada ação, que os movimentos expressem a total garantia de que estamos a enriquecer – que SOU RICO. As palavras não são necessárias para comunicar este sentimento. Sente-se a prosperidade como magnetismo pessoal. Atraindo os outros para nós.

Com o poder da fé irradiada pelo magnetismo pessoal, todos querem se juntar a nós, para juntos progredirmos.

Temos que estar conscientes em dar mais em valor utilitário do que recebemos em dinheiro. É preciso mantermos um orgulho honesto e deixar que todos saibam – os clientes invadirão.

As pessoas vão, onde é dada prosperidade.

A inteligência suprema, que deseja prosperidade em tudo, que sabe tudo, trará homens e mulher que nunca ouviram falar de nós. O negócio aumenta rapidamente, e somos apanhados desprevenidos pelos rápidos benefícios. Podemos constantemente fazer grandes parcerias, criar melhores benefícios e mais seguros, mudar para uma profissão mais adequada, se for o nosso desejo.

Fazemos isto tudo ainda na nossa profissão atual, sem nunca perder de vista a imagem do que queremos nem a fé e o propósito daquilo que queremos.

Importante: cuidado com a tentação insidiosa de exercer poder sobre os outros.

Nada é mais agradável para uma mente mal formada ou subdesenvolvida do que o exercício de poder, ou a dominação do outro.

O desejo de governar para a própria satisfação tem sido a maldição do mundo. Por incontáveis épocas, reis e nobres encharcaram a terra com sangue em suas batalhas para estender seus domínios – não a procurar mais vida para todos, mas para ter mais poder para si.

Até hoje nada mudou, a principal motivação, nos negócios e no mundo industrial, é a mesma: Os homens lançam seus exércitos de euros e dólares e despedaçam as vidas e os corações de milhões, na mesma confusão louca para ter poder sobre os outros. Os reis comerciais, assim como reis políticos, são inspirados pela mesma cobiça do poder.

Libertemo-nos da tentação de querermos ser considerados “mestres” – como alguém que está acima do rebanho comum – impressionando com o esbanjamento e ostentação.

A mente que procura a autoridade sobre o outro é uma mente competitiva, e a mente competitiva não é criativa.

Para se dominar o ambiente e o destino, não é necessário exercer poder sobre os parceiros. Se cairmos nessa tentação e nos esforçarmos por conquistar os melhores lugares, o nosso enriquecimento tornar-se-á produto de oportunismos e especulação.

Cuidado com a mente competitiva!

Nada explica melhor o princípio da Ação criativa do que o princípio da “Lei Áurea”, de Jones de Toledo: “O que quero para mim, quero para todos“.

 

 

 

 

CAPÍTULO 15 – A PESSOA PRÓSPERA

O que eu afirmei no último capítulo aplica-se também ao profissional autónomo, ao assalariado, e à pessoa que trabalha com vendas ou outro tipo de negócio.

Não importa se você é um médico, um professor, ou um clérigo; se você puder dar prosperidade à vida dos outros e os fizer cientes desse fato, eles serão atraídos para você, e você ficará rico.

O médico que tem a visão de si mesmo como grande e bem-sucedido na sua função, e que trabalha para a total realização dessa visão, com fé e propósito como descrito nos capítulos anteriores, ficará tão próximo da fonte da vida, que será fenomenalmente bem-sucedido; os pacientes virão em multidões.

Ninguém tem maior oportunidade de levar adiante os ensinamentos deste livro do que o profissional de medicina. Não importa a qual das várias escolas ele pertence, porque o princípio de cura é o mesmo, e pode ser alcançado por todos, igualmente.

A “pessoa próspera” na medicina, que mantém a própria imagem mental de bem-sucedida, e que obedece às leis da fé, do propósito, e da gratidão, curará todo caso curável que acompanhar.

No campo da religião, o mundo clama por um clérigo que possa ensinar a seus seguidores a verdadeira ciência da vida abundante. Que domine os detalhes da ciência de ficar rico, junto com as ciências aliadas de estar bem, de ser grandioso, amado. Quem ensinar estes detalhes no púlpito nunca sentirá falta de uma congregação. Este é um evangelho do qual o mundo necessita. Dará prosperidade de vida; as pessoas ouvirão contentes e darão livre patrocínio à pessoa que lhes trouxer isso. Agora é necessária uma demonstração da ciência da vida fora do púlpito.

Nós queremos um pastor que não somente nos diga como, mas que, em sua própria pessoa possa nos mostrar como. Nós necessitamos de um pastor que seja ele próprio rico, saudável, grandioso, e amado, e nos ensine como alcançar estas coisas. E quando ele vier, encontrará numerosos e leais seguidores.

O mesmo será verdade para o professor, que pode inspirar as crianças com a fé e o propósito de uma vida próspera. Ele jamais ficará “ultrapassado”. E todo o professor que tiver esta fé e propósito a passará a seus alunos. Ele não poderá evitar isto, já que é parte da sua vida e trabalho.

O que é verdade para o professor, o pastor e o médico, é verdade também para o advogado, dentista, corretor imobiliário, agente de seguros, ou seja, ­para todos.

As ações mentais e pessoais combinadas, que descrevi, são infalíveis; não podem falhar. Cada homem ou mulher que segue estas instruções com firmeza, perseverança, e ao pé da letra, enriquecerá.

A lei da prosperidade da vida é tão matematicamente certa em sua Acão quanto a lei da gravidade. Enriquecer: é uma ciência exata.

O assalariado achará isto tão verdadeiro para o seu caso, quanto foi verdadeiro para os outros mencionados acima. Não ache que você não tem nenhuma possibilidade de enriquecer, só porque está trabalhando onde não há nenhuma oportunidade visível para o progresso, onde os salários são pequenos e o custo de vida alto. Dê, claramente, forma á imagem mental do que você quer, e comece a agir com fé e propósito. Faça todo o trabalho que você puder fazer, a cada dia, e faça cada parte deste trabalho de uma maneira perfeitamente bem-sucedida. Ponha o poder do sucesso e o propósito de ficar rico em tudo que você fizer.

Mas não faça isto meramente com a ideia de cair nas graças de seu empregador, na esperança de que, ele ou alguém acima de você, veja seu bom trabalho e o promova. É improvável que façam isso. A pessoa que é meramente um “bom” trabalhador ocupa o seu lugar com o melhor da sua habilidade e satisfaz-se com isso; é valiosa para seu empregador, e este não se interessará em promovê-lo. Ele vale mais onde está. Para o progresso garantido, algo mais é necessário do que se sobressair em seu lugar. A pessoa que seguramente progredirá, será aquela que se destaca em seu lugar, que tem um conceito claro do que quer ser, que sabe que pode se transformar no que quer ser, e que está determinada a ser o que quer ser.

Não tente sobressair-se em seu lugar atual visando satisfazer seu empregador. Faça isso com a ideia de sua própria progressão. Firme-se na fé,

No propósito de prosperar, antes, durante e depois das horas de trabalho. Firme-se de tal modo, que toda pessoa que tenha contato com você, seja seu chefe, colega, ou conhecido social, sentirá o poder do propósito irradiando de você – de modo que todos captem o senso de prosperidade e progridam com você. As pessoas serão atraídas por você, e se não houver nenhuma possibilidade de progredir em seu trabalho atual, você terá logo oportunidade de fazer um outro trabalho.

Há um poder que nunca deixa de apresentar a oportunidade à pessoa que prospera, que segue em obediência a lei. Deus não pode deixar de ajudar você, se você agir de uma certa maneira. Ele tem de fazer isso para ajudar a si mesmo.

Não há nada em circunstâncias ou na situação industrial que possa derrotá-lo. Caso não possa trabalhar na indústria do petróleo, você pode ficar rico em uma fazenda de dez acres. E se você começar a agir de certa maneira, certamente escapará das “garras” da indústria do petróleo e enriquecerá, na fazenda, ou onde você bem quiser.

Caso alguns dos seus milhares de empregados aderissem ao certo modo, os cartéis estariam logo em má situação. Teriam de dar a seus trabalhadores mais oportunidades, ou sair do negócio. Ninguém é obrigado a trabalhar para uma grande companhia. Elas mantêm as pessoas numa situação de tal desesperança, que estas, ou se tornam muito ignorantes para a ciência de ficar rico ou muito intelectualmente indolentes para praticá-la.

Comece a pensar e agir de certa maneira, e a sua fé e propósito rapidamente lhe farão ver toda a oportunidade de melhorar a sua condição. E as oportunidades virão rapidamente, pelo poder supremo – trabalhando em tudo e trabalhando para si – que a colocará diante de você.

Não espere por uma oportunidade de ser tudo o que você quer ser.

Quando uma oportunidade de ser mais do que você é apresentar-se, e você sentir-se impelido para ela, pegue-a, será o primeiro passo para uma oportunidade maior.

 

Não existe nada mais impossível neste universo do que faltar oportunidades para a pessoa que está vivendo a vida próspera. É inerente á constituição do cosmos, que todas as coisas serão para ele, e trabalharão juntas para seu bem. E ela deverá certamente enriquecer. Aquele que agir e pensar de certa maneira, deixe assim que os trabalhadores, homens e mulheres estudem este livro com grande cuidado, e entrem com confiança no modo de ação que ele prescreve.